ATENÇÃO: Este Blog tem conteúdo adulto, cenas de sexo e imagens proibidas para menores de 18 anos. Caso você não tenha 18 anos completo ou se ofenda com material pornográfico não continue a navegção. Clique aqui

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Capa - Maio 2013


1- PIRIGUETE um sonho de muitos

A seção MATÉRIA do MÊS vai abordar temas de interesse dos CORNOS consagrados, futuros CORNOS e outros temas que possam esclarecer, debater ou quem sabe encaminhar você a entender da arte da cornitude.

Buscaremos reproduzir textos resumidos, mas sem perder a essência, mesclando imagens e textos, afinal é uma revista informativa, mas também visual.

Boa navegação! 

revista central de corno manso news-revista central de corno manso news \o/ revista central de corno manso news-revista central de corno manso news

7 Coisas que o Homem Gosta na Piriguete

Posa para fotos com naturalidade
Piriguetes, não prendem e não querem outra coisa senão diversão e prazer. Essa mulher foi feita pra ser notada. Vai ver é por isso que muitos homens gostam do tipo e batem palmas para classe das piriguetes.
Existem motivos pra que os homens gostem delas, quando o assunto é sexo e “presença de palco”, dão um show.

Aqui vai uma lista com 7 coisas que nós gostamos nelas e que seriam úteis para qualquer mulher...



1) Simpatia

sempre dá seu recado com graça
Piriguetes desfilam com um sorriso aberto na cara. Elas não estão ali pra um relacionamento sério e muito menos para estar com um homem só e são companhias agradáveis e divertidas. Bom humor sempre foi a chave pra um diálogo bacana e pra boa convivência.


2) Segurança

Piriguetes são seguras de si. Elas se exibem por aí e confiam no taco que têm. Grande maioria delas nem são lá aquelas gostosas que todo mundo idealiza, mas elas estão pouco se lixando pra isso. Querem mais é colocar a roupa curta, sair por esse mundo mostrando brilho e radiando energia e mostrar a que vieram. Tudo nelas se resume à atitude. Assim elas conseguem ser notadas e pouco ligam pra opinião alheia.

Se o corno procuro...acha!

3) Liberdade/Libertinagem

Os pegadores gostam da disponibilidade sexual das piriguetes e os CORNOS também. A lição da piriguete aqui é que sexo é coisa que deve ser mediada pela vontade e pela atração. Um pouco exageradas, mas ainda assim fazem o que querem.


Se veste com objetivo

4) Desenvoltura

É só olhar a forma com que ela se comporta e imaginar como deve ser o sexo com uma mulher que foi feita para o pecado. Ela usa a sensualidade pra quase tudo e conquista quase tudo, em sua maioria os machos não resistem.


5) Desafio

Geralmente, as piriguetes são mais fáceis de se ter, mas muito mais difíceis de manter. Por ser um tipo de mulher que não se apega fácil e não tem como objetivo um relacionamento duradouro, ela acaba por provocar em alguns homens aquela vontade de que ela fique e daí surge o desafio: convencê-la a ficar.


Sabe a hora de entrar em ação

6) Objetividade

Se elas querem, não escondem. Não rola aquele mimimi de
“vem atrás de mim, vou pisar um pouco, fingir que não quero”

7) Personalidade

Que fique claro, essa lista não é uma ode ao comportamento de ninguém. Mas é interessante ver que as piriguetes possuem outros apelos além do sexual. Talvez, o meio termo seria o ideal de qualquer homem.

Sempre um luxo


NOTA: Entendemos que uma revista eletrônica deve ter textos menores possíveis, motivo que deixamos os pontos mais expressivos. Este texto pode ser encontrado na integra em sites de busca na internet.

2- EXTRAS da MATÉRIA ( Piriguete )

A Seção "EXTRAS da MATÉRIA, representa opiniões deste que vos fala ou de nossos leitores em relação a matéria principal /capa do mês. Talvez alguma imagem possa estar fora do contexto, mas é utilizada para dizer algo a respeito.

Boa navegação!

revista central de corno manso news-revista central de corno manso news \o/ revista central de corno manso news-revista central de corno manso news

Na visão do CORNO MANSO "aqui".

Namorar uma piriguete aumenta as chances de belos chifres, é quase certo que mais cedo ou mais tarde os galhos vão aparecer.

 


CORNOS MANSOS, em geral, tomam dois tipos de postura.
Deixa claro que não se importa, leva o namoro numa boa. Este tipo vai levar o relacionamento à ser liberal e em breve ele vai poder assistir ou até participar.
Faz de conta que não sabe, não vê e faz de conta que não acredita em que os amigos falam de sua amada. Logo ela vai perceber que o namorado tem aptidão de CORNO MANSO e aos poucos vai intensificar suas puladas de cerca.
Namore uma piriguete sem medo de ser feliz!



Incentive sua amada a usar roupas provocantes.
Bares e Danceterias são ótimos ambientes para
que comedores se aproximem.


DICA

Piriguete é um estado de espírito, não é só roupas e brilhos que fazem uma piriguete

SIMPLICIDADE

simplicidade, sensualidade... de caçadora à caça

Um pequeno detalhe vai mostrar que ela saiu para caçar e sem esforço será caçada


ABUSE!Quando puder, quando o local for apropriado ...ABUSE!

Viagens com o namorado, marido, noivo são ótimas oportunidades

AFINAL...
ela é piriguetese você um corno manso!


RESUMO

- Não precisa ter corpo de modelo (isso é bobagem!)
- Não é vulgar
- Sempre haverá quem queira namorar, noivar e casar
- Brinque, Abuse... seu namorado é seu porto seguro
- Existem dois tipos de pessoas que falam mal:
  * os que tem inveja e
  * os que não tem coragem de assumir
  


IMPORTANTE!

Ser piriguete não é ser vulgar. Ser piriguete é um estado de espírito. É ter sensualidade e sexualidade aflorada é ser desencanada de preconceitos machistas e mais...
Ser piriguete não tem idade! 

3- ARTE de CORNO

A Seção "ARTE"
Aqui postaremos imagens tratadas como arte, desenhos do gênero cornal, coisas e situações que com bom humor ou mostrando a habilidade de quem sabe fazer arte.
Boa navegação!

revista central de corno manso news-revista central de corno manso news \o/ revista central de corno manso news-revista central de corno manso news

ARTE do MÊS


Este mês homenageamos os CORNOS MANSOS com o simbolo que mais gostamos de ver, o CHIFRINHO feito pela amada.

Simbolo forte, representa o prazer que ela tem em se entregar para outro e ao mesmo tempo dizer que voltará para você... o CORNO.



---------------------------------------------------------------------------------

DESENHOS do MÊS



} Prazer em servir

} Prazer em ver bem de perto

} Prazer em apreciar detalhes que só um CORNO MANSO pode ter



} O beijo da amada,
   carinhos trocados


} Boca ofegante, troca
  de energia
} Lábio com lábio em
  cima, lábio com ferro
  em baixo







} Chegando em casa na
   hora certa
} Entrando em silêncio, para
   não atrapalhar
} O olhar “de canto” e o
   pensamento sabido
  
“ele chegou...”













} Sem palavras para explicar!
} Papel de CORNO MANSO,
   cumprido!
} Os restos do prazer da amada
   cairão sobre sua boca!

4- Conhecendo a mulher com quem eu iria me casar

A seção CONTOS, nos brinda com relatos reais ou estórias escrita por este que vos fala ou retiradas da net. Sempre com temos que nos interessa, ou seja, que se passam com os chifrudos de nosso mundão. Todo mês publicaremos dois ou três contos.

Boa navegação!

revista central de corno manso news-revista central de corno manso news \o/ revista central de corno manso news-revista central de corno manso news

* meu 1º conto publicado na internet

Nos conhecemos através da Internet. No início era apenas mensagens e fantasias de orgia que fazíamos, vários homens e só ela de mulher. O tempo acrescentou a minhas fantasias ser corneado por aquela puta.

Ela me contava suas trepadas com outros machos. Depois de quase 12 meses marcamos para nos conhecer, mas de uma maneira nada convencional: “Ela iria dar para um cara em J.Fora e eu iria até lá para fotografar eles fodendo, o combinado era que eu não a comeria.... Assim aconteceu, fui até J.Fora.... é aí que começa a história !

Combinamos de nos hospedar no mesmo hotel e mesmo apartamento, ela combinou com o “comedor” em nos pegar no hotel para irmos a um Motel. Eu já havia me hospedado e ela chegou depois de 30 minutos, nos apresentamos pessoalmente e confirmamos nossas intenções. Por volta das 19:00h o telefone dela tocou, falou com o “comedor”, deligou olhou para mim e disse “Vamos gatinho, seu chifre está próximo de nascer”...sorriu e descemos para a recepção. Dez minutos depois, ele chegou, sem cerimônia se beijaram e eu ali do lado, sentia-me mal com vergonha, mas disse a mim mesmo “Você viajou 5 horas, veio até aqui, não vai fugir agora...” Ela me apresentou o “comedor”, ele foi muito gentil comigo... Fomos a um barzinho para quebrar o gelo, conversamos sobre tudo quando começaram as provocações, ela falava para Carlos e olhava para mim - Gato, sabia que o Paulo fica dizendo que quer casar comigo? Você não acha que o cara é CORNO de nascença? Sabe que eu dou para outros, sabe que sou galinha, sabe que vou dar para qualquer um e ainda insiste nesse papo...ela falava e ria..” Ela beijava o “comedor” e não deixava passar em branco, durante o tempo na mesa falou coisas do tipo: - Amor, é isso que você quer ter na sua vida? - Vou dar gostoso, hoje. E você vai ficar babando... Sem mais nem menos soltava um.. - CORNO ! Eu sem graça sempre confirmava e as vezes soltava um “Casa comigo?”

Não dava mais para ficar naquele bar e fomos para um motel. Entramos no quarto Carlos foi logo agarrando e beijando Paty, ela só me olhava, sorria e correspondia aos amaços de Carlos. Ela ficou peladinha, Carlos a chupava, ela gemia e gozou na boca do “comedor”. Ele a deixou na cama, passou por mim e sorrindo disse - Ela é uma puta ! Essa vagabunda vai ficar arregaçada...
Ela sentou-se na beira da cama e me chamou... - Vem cá seu CORNO! Carinhosamente tirou minha camisa e minha calça comentando - O CORNO ta de pau duro? Vai ficar só de cueca e assistir. Bate fotos bem gostosas ta CORNO, assim você vou ter fotos para mandar para os machos na Net e conseguir mais machos. - Paty, sua galinha....! (Beijei a boca dela e fui correspondido com muito amor) Estava beijando Paty, quando Carlos voltou e foi dizendo...”Ei sócio, da licença que quero aproveitar da sua futura mulher...” Saí imediatamente, Paty me deu um selinho e disse para eu sentar na poltrona a aproveitar.

Os dois se atravacam em beijos, abraços, chupões e dedadas. Aquilo estava me deixando louco de tesão, as vezes soltava coisas do tipo... - Vagabunda... /// - Te amo Paty.../// - Sem vergonha, não pode ver macho... Carlos deitou-se na maca e mandou Paty chupar o pau dele, sem pensar ela soltou um “Delícia”, ela chupava e olhava para mim, fazia cara de piranha...dizia me olhando - Isso vai me foder, vou gozar nesse pau. É isso que você vai ter sempre...chifres !!! Ela pediu... - Vem cá e chupa minha buceta seu CORNO. Depois ele vai me foder. Ela continuou a chupar o pau de Carlos e eu comecei a chupar aquela buceta q já estava pingando, ela começou a perder os sentidos e falava... - Meu CORNO está me preparando para vc me foder... Chupa seu CORNO, chupa seu CORNO...prepara a buceta da sua mulher para outro foder... - Para de mexer no meu cu se não ele fica com tesão...chupa a buceta....aí meu cu.... -
Quero um CORNO para fazer isso...depois me entrega pro macho... Ela começou a falar que queria pau...queria pau...Carlos tirou a ferramenta da boca da Paty e mandou ela ficar de quatro, me afastei, ele meteu sem dó na buceta que não ofereceu resistência, ele metia tudo, a tratava como um objeto, ele falava alto...”FODE GOSTOSO...AI QUE PAU GOSTOSO”...aí começou um diálogo entre eles, sem darem bola para minha presença:
C- Que buceta gostosa...
P- Você que é gostoso seu puto.
C- Vou te foder até sua buceta sangrar, sua vaca...puta...
P- Mete, mete o quanto você quiser ...estraga minha buceta

Sem querer soltei um ...”Enfia o dedo no cu dela...” Imediatamente tive a resposta “Olha e cala a boca seu CORNO...aprende como é....” Eles foderam por quase meia hora sim...Paty já dava sinais que havia gozado duas vezes. Foram para o banheiro tomar um banho e vi Paty rir e puxar o macho dela pelo o pau.
Fiquei no quarto pensando q voltaria logo. Depois de um tempo de demora, , não ouvia barulho de água, mas comecei a ouvir barulho de sexo, daquele tipo de pau batendo lá no fundo e gemidos de Paty, não tive dúvidas, minha amada estava sendo possuída outra vez. Aproximei-me, mas fiquei do lado de fora e vi Paty sentada na pia, de pernas abertas e o “comedor” no meio bombando para dentro. Ele gozou na barriga dela, espalhou a porra com o pau e largou ali sentada de pernas abertas. Entrei no banheiro e fui recepcionado...
P- Não é possível! O CORNO estava vendo tudo escondido!!! Vem cá amor...
Paty me beijou a boca, disse que me amava...foi mais ou menos assim...
P-Amor, te amo, meu coração é seu, mas a buceta ama é pica! Eu sei q vc gosta de ver minha buceta arrombada. Vou ficar assim (ela continuava em cima da pia a toda aberta) e quero ver você bater uma punheta para mim... Passei a tolha na barriga dela para limpar a porra que escorria e chupei aquela buceta arreganhada, depois me posicionei na frente dela e olhando no seu rosto e para a buceta eu me masturbava e falava repetidamente para ela “Casa comigo sua puta” ela respondia “Vou te chifrar muito. Você será CORNO, olha pra essa buceta, ela vai ficar muito mais arrombada....” Desci Paty da pia e gozei na cara dela, espalhando meu gozo. Dei banho na Paty, voltamos para o quarto onde o “comedor”já esperava assistindo um filme de putaria. Paty parecia insaciável, mal chegou já caiu de boca no pau de Carlos voltaram a foder gostoso em várias posições, tudo se repetiu, as palavras PUTA, VACA, CADELA,CORNO, ME FODE...tudo de novo. Não sei o que me deu, mas me aproximei quando ela estava louca, beijei sua boca e disse “Escute aqui sua vagabunda, agora você vai dar o cu. Ela riu e disse
" E isso mesmo que você merece. Ver sua mulher levar no rabo". Nem precisei falar mais nada. Paty ficou de quarto e chamou o garanhão para cobri-la “Vem meu macho. Fode meu cu e mostra pro corno!!!”
Paty terminou aquela noite desfalecida e toda ardida de tanto levar pau, e eu comecei minha carreira de corno !

Um ano depois me casei com Paty....mas isso eu conto depois, só posso adiantar q minha Amanda aprontou até no casamento...

4A- Casando com a mulher da minha vida

Sugiro para quem não leu a 1º parte da minha vida, que volte e leia antes deste o relato CONHECENDO A MULHER COM QUEM EU IRIA ME CASAR ************************************************

revista central de corno manso news-revista central de corno manso news \o/ revista central de corno manso news-revista central de corno manso news

meu 2º segundo conto publicado na internet

Depois de conhecer a piranha com quem eu me casaria, namoramos por mais um ano, até que resolvemos nos casar. Famílias de acordo, tudo preparado, o dia do casamento chegou, não havia muita gente em nosso casamento, mais ou menos umas 50 pessoas, era uma sexta-feira e iríamos viajar só na segunda-feira...vamos aos fatos.

Logo na cerimônia civil, ela me beijava e falava ao meu ouvido...”Aí que dor no cu” passava um tempo...”Ai que dor na buceta”...eu só ria e falava ...”Logo vou te comer, aí passa... É falta de dar”.... eu ria... Tudo corria as mil maravilhas, casamento, festa...tudo.

Entre os convidados notei que havia onze rapazes que não estavam enturmados com as famílias, mas Paty me disse que eram velhos amigos de faculdade que consegui encontrar.
Quando fomos embora, chegamos ao Motel onde passaríamos a primeira noite, veio a fatídica frase EM FIM SÓS ! Paty gargalhou, e me mandou para a banheira até ela chamar. 15 minutos depois Paty entrou e tomou banho junto comigo, mas não me deixou agarrá-la, só me mostrava a buceta e o cu pouco dilatados e aí começou a falar “Olha amor, aqueles machos q você perguntou lá na festa, eu os convidei. Todos os onze já me comeram, já chupei o pau de todos, já dei a buceta e o cu par todos. Pena que só vieram onze, porque convidei trinta”. Paty sentou na borda da banheira arreganhou as pernas e disse Agora eu vou falar o nome de cada um dos onze e você vai dar um beijinho na minha buceta. Mesmo duvidando daquela história, resolvi fazer...Nome de um macho, um beijinho e Paty soltava...”Te corneei com ele”

Terminado o banho fomos para o quarto, sentei em uma poltrona. Paty começou outra história enquanto colocava uma fita de vídeo para rodar(Suíte presidencial de motel sempre tem), foi assim:
"Sabe corno. Lembra dos onze machos? Eles começaram a chegar na quinta-feira, fiz minha despedida de solteira com oito deles"” – EU “NÃO ACREDITO, VC ESTA FALANDO ISSO PARA ME IRRITAR”

– ELA “E o corno acha que estou toda dolorida na buceta e no cu, por que? Vc sabia que iria se casar com uma putinha!”- – EU “É MENTIRA SUA!” ..Paty riu e completou “Não fique bravo corninho. Veja o que vai passar no filme”...

Gente! logo de início comecei a ver dois dos convidados, no vídeo,

1º FILMAGEM
****Paty vestida como uma vagabunda sentou na cama e começou a dizer que me amava e por isso se casaria comigo, continuava a fazer juras de amor, mas as vezes passava um FP na frente da camera ia até ela e colocava o pau na boca de minha futura mulher, ela chupava, olhava para a filmadora e balbuciava algo com o pau na boca e todos riam. Foram uns dez minutos de juras de amor e paus na boca.

A vagabunda, havia preparado tudo, planejado tudo. Na fita eu via Ptay metendo com dois, depois três.

Fizeram de tudo com ela, comeram o cuzinho dela sem nenhum respeito, afinal deveria ter o mínimo de consideração com ela pois iria se casar no outro dia...Metiam e tiravam os paus mostrando minha futura esposa arrombada. Ela fodia muito, pedia mais, falava putaria que até me deixava envergonhado, ela dizia...”Come o cu...Quero caralho ma minha boca...”

2º FILMAGEM
****Notei que uma nova filmagem começava, eram outros cinco machos, os FPs que estavam no casamento, o filme já começava na putaria. Tudo se repetia, a meteção os palavrões, etc...percebi que desligaram a filmadora.Voltaram a ligaram a filmadora e Paty estava desfalecida na cama. (Ela me contou depois q fizeram quase uma hora de Dupla penetração nela), ela estava deitada de bruços e com uma perna dobrada, ouvi os caras rir e se aproximar de Paty. Um comedor, já de pau duro, subiu na cama abriu a bunda dela, passou lubrificante...Paty percebendo o que iria acontecer, falou mole e sem forças para ele não fazer aquilo, pois estava dolorida, ela não conseguia se mexer. Pedido inútil o macho cravou-lhe o pau no rabo sem nenhum respeito. Paty tentava se virar para fugir, mas sem nenhuma força, quem filmava deu um close no rosto dela, ela estava de olhos fechados e corria lágrimas e de sua boca saia um repetido “...aí meu cu...”

***VOLTANDO PARA A NOITE DE NÚPCIAS***
Gente, eu via tudo aquilo no vídeo...espantado...Paty ao meu lado ria e falou...”O CORNO está de pau duro, veja só!”...agarrei minha, agora, esposa e transamos gostoso. Realmente ela estava arrombada e havia ficado assim a menos de 24 horas do casamento.

Quando terminamos de fazer amor, minha amada esposa levantou-se e disse “Amor, eu te amo, mas nossa noite só começou, vá fazer uma sauna. Quando voltar terá surpresa.” Obedeci Paty, mas não imaginava o que mais poderia acontecer, pensava comigo... “Fui CORNO ontem, vi um vídeo sensacional, comi minha puta...o q será q ela planejou a mais..?” enquanto fazia sauna via pelo vidro embaçado, minha esposa se vestindo de noiva, mas com aquelas roupas de sex-shopp, não entendia, mas estava gostando. Ao terminar a sauna Paty mandou q eu me vesti-se no banheiro mesmo com uma roupa de noivo, comprada no mesmo lugar. Minha amada mandou q eu esperasse no banheiro até sua ordem para eu ir para o quarto. Fiquei ali, mas demorava e resolvi acabar com a surpresa e agarrá-la. Quando entrei no quarto levei o maior susto ! Minha esposa chupava e punhetava 5 machos, os mesmos q estiveram no casamento, os mesmo caras da fita de vídeo, fiquei paralisado, quando Paty me viu gritou “Quem mandou você vir aqui seu chifrudo? Não te chamei seu CORNO!”

Falei com ela q não queria mais aquilo, q aquela era nossa lua de mel e deveria ser nossa, mas Paty retrucou na hora “Seu CORNO, era para você me comer na frente dos meus machos e eles ficaria vendo de paus duros..., agora só por isso quem vai ficar olhando agora é você.”

Ela voltou a chupar os machos e eu ali vendo 5 paus endurecer na boca da mulher que eu havia acabado de casar.

Sentei no chão na beira da cama, minha mulher ficou de quatro para os machos e com a cabeça bem próximo, a minha frente. “CORNO, vai lá trás beija minha buceta , deseja boa sorte a ela e volte a sentar aqui na minha frente” Fiz o q minha esposa mandou e quando voltei ela mandou “Comam minha buceta, vou adivinhar de quem é o pau, se eu errar cravem o pau no meu cu até eu acertar” Não acreditava no que eu estava ouvindo, mas começou a putaria, Paty de quatro, cabeça baixa e quadril empinado, ancas abertas, queixo sobre as mãos e rosto bem próximo do meu. Via minha esposa balançar com as estocadas q levava na buceta, ela errava o dono do pau e logo em seguida eu via sua testa franzir e dizia “aí...caralho, agora ta no meu cu...” Eu tentava olhar para a cena, mas era prontamente segurado por ela sob voz de comando “Fica aí seu chifrudo, não vai ver nada, só vai saber o q eu te contar”...isso durou até Paty gozar duas vezes.

O que me prendia aquela puta, a qual acabara de casar, é q quando estava descansando entre uma orgia e outra, Paty só dava atenção para mim. Beijava-me, conversava de assuntos variados, fazia de conta q nada havia acontecido, até a próxima trepada.

Treparam com minha mulher até umas três da manha e foram embora. Eu e Paty fizemos amor e dormimos.
Em fim o início de nossa lua de mel a sós, como um casal normal. Bem ao menos até 12:30 quando o telefone tocou. Fiquei puto com minha amada pq havia deixado o celular ligado; ainda dormindo Paty falou algumas coisas q só deu para entender “....no final do Motel, suíte Presidencial 155”. Desligou e resmungou “dorme amor... dorme... Hiper cansado não tive dúvida ... cai no sono. Acordei com minha esposa me chamando e beijando, quando abri os olhos lá estava ela vestida outra vez com a tal roupinha vagabunda de noiva, banho tomado e sorridente. Fui para o banho, ao sair do banho levei outro susto q não sabia o q fazer. Paty chupava dois paus enormes e mais um cara de pau normal estava sentado na poltrona observando, quando me viu falou “Senta aí amigão, aproveita para ver o show”. Quando Paty percebeu q eu fiquei parado, sem ação, ela largou aqueles cacetes veio até mim, me beijou a boca e disse “CORNO, este é o fim de nossa núpcias. Você vai levar para viajem de lua de Mel uma mulher arrombada, não vai nem dar para vestir biquíni, ah!”. Minha mulher viu q eu não gostei, foi aí q ela falou “Calma corno, não está gostando? Pêra um pouco q a dor do chifre vai passar rapidinho e você vai ficar de pau duro”. Paty voltou e chupou mais um pouco os enormes cacetes, pegou um tubo de KY e me pediu que passasse em sua buceta. Me recusei a fazê-lo, Paty se irritou e falou “Passa KY na minha buceta seu chifrudo. Ou vou mandar eles me arregaçar a seco. Estou muito dolorida e se você não passar vou ficar muito puta com você. Passa para facilitar. Além do mais, você não vai fazer esta desfeita para meus amigos que vieram para o nosso casamento”. Não tive alternativa, enquanto passava o KY ouvia “Corno manso, ta fazendo cócegas na minha buceta....Passa de vagar q a buceta está dolorida, CORNO ....e muito mais.... “Agora abre para o macho colocar, fica olhando cada centímetro entrar na sua mulher”. O FP, fez escorregar cm a cm aquela tora na buceta, já arregaçada da minha mulher. Ela gemia de dor e prazer.

Lauro, um dos pausudos, foi para frente de Paty e mandou ela chupar, ele era um cara meio folgado e como os outros, não tinha nenhum respeito por minha mulher, chamava Paty de puta, mandava ela falar alto q gostava do pau dele, batia com o pau no rosto dela, falava q iria enfiar aquele poste no cu dela. Paty gemia com outro pau na bucetinha e só me olhava as vezes, ela não tinha mais condições de ficar fazendo graça para mim, estava exausta, arregaçada. Lauro gozou no boca de minha esposa e André na buceta. Paulo só ficou olhando. Paty foi ao banheiro e rapidamente fui atrás para perguntar a ela se queria q eu acabasse com tudo aquilo e mandasse os caras embora, mas ela disse q não, que era nossa lua de mel ela havia combinado tudo e não poderia decepcionar os amigos. Paty me beijou e agradeceu por minha preocupação e me elogiou dizendo q foi por isso q casou-se comigo, eu era um bom marido e um verdadeiro corno manso.

Os três foderam minha amada a tarde toda.
Paty nunca mais voltou a preparar uma putaria tão grande assim. Ela diz que esta lua de mel foi uma coisa a parte. Hoje ela sai com outros caras, mas no máximo com dois e nunca nega o retorno ao seu amado marido .

Gente desta lua de mel vou contar algumas frases q foram repetidas muitas vezes pela mulher com quem acabara de casar e que ficaram gravadas em minha vida.
- Mostra pro CORNO, mostra pro CORNO...
- To arrombada seu chifrudo...
- Dá beijinho (Isso significava uma seqüência de selinhos: 1º nos lábios, 2º no cuzino e 3º na bucetinha).
- Vem ver corno manso...
- Amor ! Tem macho fazendo o que era para você fazer. ‘Tão’ comendo a sua mulher na Lua de Mel.
E muitas mais.

Fiquei um pouco chateado com a suruba de minha mulher porque os convidados não tiveram o mínimo respeito, foderam o que quiseram, como quiseram, gozaram na boca, nos peitos, arregaçaram sem dó. Poxa! Os caras poderiam ter a mínima consideração, afinal Paty se casaria em menos de 12 horas e depois é muita cara de pau dos caras aparecerem na lua de mel...

Em fim, tudo aquilo acabou por volta das 17:00h. Os caras foram embora, Paty não podia nem andar direito. Cuidei de minha esposa, como quem cuida de um bebe. Paty tinha buceta tão aberta q parecia q nunca mais fecharia, os lábios para fora, toda vermelha parecendo que estava morta, seu cu arrombado, era um buraco que só se fechava depois de uns 3 cm de profundidade e quando ela forçava um pouquinho abria um enorme vulcão, sua boca estava assada e com uma pequena rachadura nos lábio, seus seios esticados de tanto serem chupados. É quase indescritível o estado da mulher com quem me casara a horas atrás. Cuidei de Paty até a segunda feira, quando fomos para Fortaleza. Durante a viagem só chupadinhas bem de leve e eu batendo punheta em sua barriguinha e rostinho. Não transamos, só fiquei cuidando de minha amada.

RESUMO:
Minha mulher planejou tudo. Convidou para nosso casamento os machos que mais lhe foderam. Cuidou de hospedar esses safados um dia antes de nos casarmos. Fez sua despedida de solteira dando para eles em duas etapas, dividindo em turno, mas no mesmo dia. Levou 5 machos para nossa Noite de núpcias. Levou 3 machos para nossa primeira manhã de casados. Só não vieram os 11 porque os outros tiveram q voltar para suas cidades. Preparou para ser literalmente arrombada. Me fez oficialmente um CORNO MANSO. Mostrou que é uma PUTA. E por fim provou que me ama, pois fez tudo pensando em mim, não me deixou nem um minuto sem atenção. Sou CORNO, mas de uma mulher que me ama.

4B- Festa e chifre combinam

3º conto publicado na internet

revista central de corno manso news-revista central de corno manso news \o/ revista central de corno manso news-revista central de corno manso news


Havia um amigo do trabalho de Paty, que sempre a comia, eu sabia que ele era bom comedor, metia muito e a deixava sempre esfolada, mas há um mês haviam brigado.

Uma bela manhã o telefone de casa tocou, era ele tentando fazer as pazes com ela, e a convidou para uma festa que ele daria em sua chácara. Ela concordou desde que eu pudesse ir, ela queria que eu cuidasse dela e não deixasse que ele chegasse perto dela.

Vestida como uma verdadeira putinha. Salto, calcinha pequena e marcando, mini saia colada, blusinha de seda larga e maquiada, estava linda! Na saída de casa ela me disse “Não me deixe a só com o Tony (este é o nome dele), não quero fazer as pazes, vou a esta festa só para provoca-lo...”
Chegamos a chácara, um lugar muito bonito, vários carros e pouca gente (mais ou menos umas 50 pessoas), o número de homens era desproporcionalmente superior ao de mulheres ( + - 40 homens e 10 mulheres), estava claro que Tony só havia convidado amigos comedores e mulheres safadas, ou seja, era festa para comer gente.

Tony cercava Paty o tempo todo, mas minha esposa resistia e estava decidida que não daria para Tony, mas eu percebia q ela paquerava outros caras.

Festa bombando e sabendo que Paty não iria trepar, fiquei tranquilo e resolvi dar uma volta sozinho. Depois de vinte minutos percebi que Paty havia sumido, mas vi que Tony estava pela festa, logo, ela não estava com ele. A vi entrando no salão, fui até ela perguntar onde ela estava e prontamente ouvi ela dizer “Dando uns beijos” ... “Como assim? (perguntei)”, “Larga de ser bobo Paulo... Tá vendo aquele cara de camisa azul? Eu estava beijando o safado e ele está louco para pegar sua esposinha... mas hoje, eu vou só provocar” Achei que era estória de Paty e não dei bola e continuamos curtindo a festa. Passou um tempinho e Paty foi ao banheiro, fiquei esperando sua volta, mas estava demorando. Fui ao banheiro e fiquei na porta, ouvia um cara dizer “Chupa vagabunda... Mama putinha...” Pensei ser minha esposa ali dentro, mas não tinha certeza. Como demorava, resolvi voltar ao salão. Mais alguns minutos e logo avisto Paty vindo em minha direção, deu-me um beijo de língua (de tirar o folego), ao terminar falou ao meu ouvido “Sentiu o gosto? CORNO!”. Pronto, acabara de ter certeza que era Paty que estava no banheiro chupando um macho. Então pedi explicações a Paty, pois eu via que Tony (o comedor tradicional) e também vi que o cara de camisa azul ( o qual ela havida dado uns amaços) estivam o tempo todo no salão. Sorrindo ela respondeu “Acho que minha fama está se espalhando...rs... Não sei quem era o cara, quando estava saindo do banheiro ele simplesmente entrou e me puxou para dentro, abaixou as calças e disse ...eu sei que você gosta. Chupa! Como eu estava com tesão por causa do amaço atrás da casa, te botei chifre, ou seja chupei o safado. Foi só isso meu corno”. Ainda completou me dizendo “Fique tranquilo meu amor. Por hoje é só, não farei mais nada, só vou curtir a festa, chega de safadezas”.

Acreditando que Paty estava decidida a só curtir a festa, fiquei tranquilo passei a não me importar com os caras que vinham falar com ela, não me importava que ela dançasse na pista, que paquerasse com os caras etc. Eu sabia que aquilo era só charme que ela gostava de fazer.
Já cansado, isso era umas três e meia da manha, fui ao banheiro e quando voltei não encontrei Paty na pista dançando, pensei que ela havia ido ao banheiro. Outra vez ela demorava a voltar, incrédulo resolvi procura-la. Banheiro... e nada, andei por alguns cômodos da casa.. e nada, fui atrás da casa onde ela havia dado uns amaços... e nada, fui até onde o carro estava estacionado e... meu coração acelerou, avistei Paty se pegando com outro cara (que não era Tony, não era o cara de camisa azul e não era o cara do banheiro.

Ou seja um quarto macho), sorrateiramente me aproximei entre os carros, sentei no chão bem perto onde dava para ouvir o que falavam e por baixo do carro via só as pernas.

... Eu sabia que o cara estava se aproveitando de minha esposa, e o tempo todo ela falava “Para, eu sou casada...” e isso me enchia de orgulho, afinal era sinal que o cara só conseguiria uns beijos. Mas em pouco tempo comecei a ouvir coisas do tipo:
Putinha... vc está coma buceta toda molhada (Olhei por baixo do carro e vi pela posição das pernas que o macho havia virado Paty de costas e a encochava, certamente enfiando o dedo em sua buceta)
...Com voz manhosa minha esposa pedia... Paraaa, eu tenho que voltar pro meu marido ( os barulhos de beijos e chupadas não paravam).
...Olha como está meu pau. Paty suspirou e disse “Moço, que é isso? Que pica linda! Guarda isso por favor... Que delícia... guardaaaa” Pega nele, bate uma pra mim ...”Não poso, sou casada e minha mãozinha nem vai fechar nessa coisa grossa” ( O cara não largava Paty, forçou a barra até um momento q comecei a ouvir ele dizer)... Isso, chupa, mama piranha, cadelinha boqueteira (olhei novamente por baixo do carro e vi as pernas do cara abertas e Paty agachada movimentando o tronco. Pronto, certamente estava chupando a pica do cara e dizendo) “ Que pica linda! Como é grossa.. que caralho quente...”

Aquela sacanagem já durava mais que deveria, pensei em ligar no celular dela, só deixar tocar para alertar que eu a procurava. Mas ouvi os barulhos de beijos voltarem e ela dizer ...”Safado, picudo, comedor de casada...” Resolvi olhar novamente por baixo do carro e meus olhos saltaram. Vi o cara de pernas abertas, Paty no meio e sua calcinha abaixada no tornozelo, aí pensei “fodeu, ela vai dar”.

...Aí paraaa... Não faz isso... esperaaa, deixa eu pegar minha bolsa... (olhei novamente por baixo do carro, o cara estava atrás de Paty, sua calcinha havia sido tirada e estava al lado no chão, e de repente vejo cair um filete de papel, em seguida cai no chão uma embalagem quadrada. Não havia dúvida, era a embalagem de camisinha e ela seria comida).

As estocadas começaram, os gemidos aumentaram e ela como sempre faz, quando transa, começou a falar putarias ... “Vai F.P, mete, me fode... machuca minha buceta com essa pica grossa, me arregaça...me devolve pro corno manso com a buceta aberta...” Paty ao gritos gozou a primeira vez e o cara continuava metendo.

...”Seu puto, pauzudo... tá esfolando minha buceta... de repente um pequeno silencio e ouvi... Aíiii.. no cu não.. aí...F.P....no cúuuuu ...nnn... Aíiiii...” ( Puta que pariu! O cara se aproveitou do tesão dela e meteu no cu.), ela continuava a falar “...roludo, pica grossa, tesudo...F.P.....”

Estavam metendo a mais de 15 minutos quando Paty anunciou que iria gozar novamente “...Tô gozando no teu pau safado, comedor de mulher casada. Tô gozandooooo!!! ( O macho, também anunciou seu gozo, dedicando elogios a minha esposa) ... Vou gozar sua pura, você é muito piranha, muito gostosa, vadia... (Paty em gemidos pediu) “Goza na minha cara, me suja de porra que o corno manso vai limpar...” (Ainda com o pau no cu, Paty surpreendeu a mim e ao macho dizendo) “Saí daí seu corno manso, chifrudo. Tá escondido, vendo ele me arrombar e não fez nada para me salvar. Saí daí e vem aqui já!”. (Dei a volta no carro, muito envergonhado, o cara sorria e sem falar nada tirou a camisinha, Paty em pé, curvou-se para mamar naquela rola grossa, mandou que e chupasse seu cu todo aberto, estava um buraco que não fechava, mamou até o macho gozar na sua cara, sujar seu rosto, cabelos e escorrer em seus seios).

Terminada a foda, o macho guardou aquela pica grossa e sem rodeios disse ...Valeu amigão! Tua mulher é muito vadia, bem que o Tony falou que era só chegar que ela dava fácil... O F.P do macho, abaixou-se, pegou a calcinha dela que estava no chão e saiu rindo e dizendo que iria contar par todos os machos da festa.

Saí de trás da minha esposa e a abracei e beijei. Sua boca estava quente, escorria porra pelos cantos, cabelos sujos, a blusinha de ceda manchada pela porra q escorria por dentro em seus seios. “... Me limpa seu corno manso e vamos embora. Amor, você é um pegador de resto... Se ele contar para os machos da festa, vão querer me comer a noite inteira e se isso acontece, nem o resto vou conseguir te dar.

EXTRAS
(O conto terminou, abaixo vai um adendo de nossa conversa no carro, mas não tem sexo)
Terminei meu serviço de corno manso, entramos no carro e fomos embora sem despedir de ninguém. No caminho Paty passava o dedo na bucetinha inchada pela foda e dizia

“ Que pica linda, que macho gostoso...”
“...amor deixa ele eu dar outra vez para ele...” (Amava Paty porque ela sabia que dava quando quisesse e para quem quisesse, mas sempre me pedia permissão. Era uma forma carinhosa de me afirmar que eu não era só um corno, era um corno manso).
“... vou te botar chifre com ele em nossa cama, quero dar a noite inteira...”

Assim é nossa vida de “Liberada e marido”. A cada chifre, renovo meu amor por Paty.

5- CHIFRADEIRAS e CORNOS em FOCO


A seção CHIFRADEIAS e CORNOS em FOCO, é destinada a quem queira ajudar a construir as próximas  edições.
Todo mês publicaremos as fotos, mensagens etc que recebermos através de nosso e-mail.


Boa navegação!

revista central de corno manso news-revista central de corno manso news \o/ revista central de corno manso news-revista central de corno manso news

Participe de nossa revista enviando suas fotos.

Vamos publicá-las aqui na revista.

envie e-mail para: portosegurocorn2@gmail.com


- Fotos
- Contos
- Histórias

Você também pode enviar

- Comentários
- Sugestões

Se quiser fazer algum pedido

- Tema para Matéria do mês
- Tema de Capa
- Enquete




envie e-mail para: centraldecorno@gmail.com

6- É COISA DE MANSO

A seção "É COISA DE MANSO", traz diversas situações, imagens, fatos, filmes e qualquer coisa em geral que mostra, demostra, representa, ensina,explica... sobre a arte de ser ou tratar de um "chifrudo".

É uma verdadeira "salada de frutas" ou de Chifres, uma dose a mais do que CORNO e CHIFRADEIAS gosta de ver, ouvir e ler.

Boa navegação!
revista central de corno manso news-revista central de corno manso news \o/ revista central de corno manso news-revista central de corno manso news




BOQUETE NO CARRO

Imagine que lindo...

Você na janela da sua casa, sua amada chegando de carona com um amigo.

Ele para o caro na frente da sua casa e como "tchau" sua amada paga um boquete para o macho.

É claro que quando ela entrar em casa, ela vai te beijar!


VESTIDA ADEQUADAMENTE

Mulher de CORNO tem que abusar quando se veste.

É pela roupa que ela dá a dica aos comedores, de que, "é mulher de corno" podem chegar sem medo. Se me agradar....come!

Concordam?













ESCRITO NA AMADA. LINDO DE MAIS!


"Por favor, foda aqui"

Que arranue o primeiro chifre, o CORNO que não tem tesão em ver coisas escritas em sua amada!

 

 




Chifre completo...
pediu tomor!

 

 

 

 

 

 

 

 

"Olá queridosPara grupos da suiça"

aaa... se comedor brasileiro quiser, vai ter que viajar...

aaaa.....