ATENÇÃO: Este Blog tem conteúdo adulto, cenas de sexo e imagens proibidas para menores de 18 anos. Caso você não tenha 18 anos completo ou se ofenda com material pornográfico não continue a navegção. Clique aqui

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

CAPA de OUTUBRO


6 seções 
1- Matéria do mês
2- Extra da matéria
3- Arte de Corno
4- Conto de Corno
     4A- Conto II de Corno
5- Chifradeiras e Corno em Foco
6- É coisa de Manso


7- Desabafo de Cornos e Chifradeiras

1- CORNO MANSO GOSTA DE PROVAS



Não estamos falando de provas que inocentam ou atribuem culpas, muito menos daquelas de julgamento moral ou de infidelidade. Vamos falar das provas que alimentam o espírito Corno Manso ou Cuckold.






Já falamos neste blog que Corno Manso sente prazer e tesão no prazer de sua amada. Saber que a amada gozou, aflorou sua sexualidade é a busca de todo Corno Manso.

Provas é uma das formas de que se materializa o chifre. É através das provas que se materializa a cornitude, é através delas que se alimenta o sentimento do “eu sou Corno Manso”.

A falta de provas pode caracterizar traição (ação sexual não consentida entre o casal), exclusão (prazer na ausência do outro), pode caracterizar desprezo (falta de sentimentos entre o casal) e desta forma passa o indivíduo companheiro ser dispensável na relação.

Provas são absorvidas pelo Corno Manso de duas formas. A primeira é através de sua participação in lócus, onde o Corno Manso se farta dos cinco sentidos (visão, audição, tato, olfato e paladar). A segunda são os vestígios (mancha de porra na roupa ou pelo corpo, camisinhas, lingerie especiais usadas etc).

Paladar
Ofato
Visão










Tato
Audição













Nem todo Corno Manso aprecia que a amada transe sem sua participação, mas quando existe a fantasia de que a mulher saia sozinha com o comedor ou que saia sozinha para bares, bailes e outras possibilidades que possa surgir uma transa fora de casa, o Corno Manso sofre uma descarga muito forte de adrenalina em busca dessas provas.

O cuckold ou Corno Manso é um fetiche e como qualquer outro, ele precisa se materializar, há de se ter provas para ter o sentimento de que realmente aquilo aconteceu.

     

Vestígios são formas de comprovação de que o chifre foi consumado



Outra questão que intriga muito as mulheres é o por que os Corno Manso dão tanto valor para o tamanho do pau dos comedores. Maioria dos Corno Manso buscam comedores bem dotados para transar com suas mulheres.

Pois bem, nada tem haver com bissexualismo, mais de 90% dos 
Corno Manso não são bissexuais e muito menos aceitam trocar toques com os comedores. 

Existem dois bons motivos para tal escolha.  Não há como o Corno Manso saber se a sua amada sentirá prazer na pica de um comedor. Por isso, e na dúvida, é melhor que o comedor tenha um pênis grande e principalmente grosso. Sabemos que pênis grande e grosso não é garantia de prazer, mas é fato que pau pequeno deixa a desejar. 

2º Bom motivo, é a prova propriamente dita! Uma mulher bem comida e que teve prazer na relação fica com a musculatura relaxada, que somada à penetração de um pau grande (se for grosso melhor) deixará sua amada toda abertinha ou no português claro “arrombada”.
Uma buceta arrombadinha e um cú arrombadinho é a prova do ato sexual consumado.com prazer.

Corno Manso sentem extremo prazer com mulheres arrombadas.
Na cabeça do Corno Manso, mulher arrombadinha é sinônimo de que a mulher deu, relaxou, gostou, gozou e se entregou e em casos de analise, imagina o manso, tratar-se de uma mulher dadeira (que já deu muito), que conhece muitos paus, rodada... E  se é assim, é a mulher ideal para um Corno Manso.




Vamos aproveitar o item acima e desmistificar
o que as mulheres pensam sobre “estar arrombada”. 


Ao contrário do que as mulheres pensam, uma mulher arrombadinha é muito gostosa, é macia, o pênis desliza com carinho dando uma sensação muito prazerosa a quem está penetrando. 

Porém, a condição de “orifícios largos” não é uma questão de se tornar, ou seja, não se torna ou não se fica larga, a realidade é que trata-se de uma questão fisiológica. Sim, uma questão fisiológica porque não depende da quantidade de relação sexual e sim se a mulher tem físico, biótipo para ter uma abertura maior. Independente de quanto ela transe e do tamanho dos pênis que já tenha conhecido. 

Uma mulher de orifícios pequenos, terá estes sempre pequenos, se os lábios vaginais forem pequenos, eles serão sempre pequenos, se ela ao manter relação sexual “fecha rápido” assim sempre será. Com o passar dos anos, ao atingir a maturidade o que pode acontecer é que os tecidos da vagina e do anus tornem-se mais flácidos, demorando um pouco mais para voltar ao normal ou voltando menos.




Um Corno Manso sempre estará em busca da mulher de abertura avantajada

Caso não tenha a sorte de se casar com uma mulher assim e ao contrário, casar-se com uma mulher de estrutura (vaginal e anal) pequena, o Corno Manso vai precisar de mais atenção, mais carinho por parte da amada, pois só vai se satisfazer potencializando as outras formas de provas que citamos nesta matéria.





Chegamos à conclusão que o sentido do verbo provar, aqui empregado, tem um sentido diferente aos ouvidos do Corno Manso. Não deseja o chifrudo que sua amada comprove algo suspeito. Ele está em busca de algo que lhe traga uma satisfação pessoal e isso só é possível através de Vestígios : 

Paladar: lamber uma bucetinha usada, um cuzinho usado, beijar uma boca (quente) que chupou pau etc
Olfato: Cheiro de sexo no ar, de esperma na mulher, alito cheirando a pênis etc
Tato: ter uma mulher bem comida, arrombadinha para ele cuidar, dar carinho, dar banho etc
Audição: No momento do ato sexual o chamando de Corno (Corno Manso, chifrudo, pegador de resto...), elogiando a piroca do comedor, revelando as sensações que se passam pelo corpo da amada etc. Na volta para casa contar com riqueza de detalhes.
Visão: que no início da transa revela o quanto sua amada gostou do macho, no meio da transa revelando detalhes e muitas trocas de olhares com o manso e principalmente no final quando o resultado comprovar a satisfação da sua amada no rosto, corpo e partes mais intimas.
Restos de uma boa trepada: Calcinha suja, camisinha na bolsa, cabelos com porra, lábios vaginal corado, flácidos por ter sido exigido a pouco, anus com sinais de que foi penetrado, presentinho novo (dado pelo macho).. entre muitas outras possibilidades que tornam-se provas.  

Uma mulher arrombada, bem comida é motivo de orgulho para o corno manso

2- EXTRA da MATÉRIA - CORNO MANSO GOSTA DE PROVAS

A Seção "EXTRAS da MATÉRIA, representa opiniões deste que vos fala ou de nossos leitores em relação a matéria principal /capa do mês. Talvez alguma imagem possa estar fora do contexto, mas é utilizada para dizer algo a respeito.

Boa navegação!

revista central de corno manso news-revista central de corno manso news \o/ revista central de corno manso news-revista central de corno manso news


Algumas mulheres precisam entender melhor os prazeres de um Corno Manso. Deixar de lado preconceitos, "amarras" de criação e mitos que as impedem de retribuir carinhos que tocam os sentidos que já falamos na matéria (visão, audição, tato, ofato e paladar) e enchem o Corno Manso de tesão e orgulho.

Como uma aula de reforço vamos "rasgar o verbo"

Sim nós gostamos de mulher
Safada, piranha, caçadora, putinha...


mulher de comportamento tradicional não falta "por aí".



Gostamos de vê-las
se mostrando , provocando


Sentimos mais prazer quando a mulher está...
Arrombada, larga, bem comida
ficar assim não é para quem quer. É para quem pode!


















Amamos quando a mulher dá para um pauzudo...



Rola
Grande
Grossa 
(do tipo que a mão da mulher nem fecha)






ao gemer a mulher nos leva a loucura ao êxtase... é lindo ver a mulher "apanhar" de uma pica


















Comedores 
são para ...

» Foder   » Trepar   » Meter   » Usar

Amor deixa que o Corno Manso faz com você!





Queremos ver a mulher como fêmea na cio

Sinta prazer sem sentir vergonha














Somos Corno Mansos

Entregamos vocês aos comedores é para vocês sentirem prazer não sintam medo de revelar

3- ARTE de CORNO

Seção "ARTE"
Aqui postaremos imagens tratadas como arte, desenhos do gênero cornal, coisas e situações que com bom humor ou mostrando a habilidade de quem sabe fazer arte.

Boa navegação!

revista central de corno manso news-revista central de corno manso news \o/ revista central de corno manso news-revista central de corno manso news


Amigos da revista.
Muitas vezes me surpreendo com a inspiração que a cornitude aflora nos pegadores de restos :-), o leitor não imagina o trabalho que dá para fazer essas montagens, o tempo dedicado, análises, o tanto e o tudo que exige para se chegar ao resultado abaixo. Mas todo esforço vale apena.

Bom passeio na galeria de artes! 









4-Minha namorada me obedeceu e deu o cu pra outro...

A seção CONTOS, nos brinda com relatos reais ou estórias escrita por este que vos fala ou retiradas da net. Sempre com temos que nos interessa, ou seja, que se passam com os chifrudos de nosso mundão.


Me chamo Walter e o que vou contar aconteceu no carnaval. Tenho uma namorada chamada Camila, muito gata, com luzes nos cabelos lisos, branquinha, bunda grande e redondinha que deixa qualquer um louco, e seios médios que são uma delicia.
Moramos em cidades diferentes, cerca de 50 km de distancia, e como trabalho bastante, nem sempre posso ir ficar com ela, e ela já se acostumou com isso. Era dia de Carnaval, dia em que a cidade dela fica cheia por ser no interior, as festas costumam atrair muita gente por lá. Eu trabalho em uma metalúrgica e costumo fazer horas extras substituindo amigos que estão de folga pra ganhar um dinheiro extra.
Resolvi então fazer uma surpresa pra ela, liguei e menti, dizendo que não poderia ir, porque um amigo passou mau e eu teria de substituí-lo, na hora ela ficou triste e falou que havia imaginado que iria passar o carnaval comigo, até que eu disse: “aproveita que eu não vou e realiza aquele desejo meu”, ela deixou a voz de tristeza e já soltou uma voz sacana, “ahn é mesmo né? Que bom que você me lembrou amor... então vai ser hoje, prepare esta cabeça!”, a algum tempo agente transava e fantasiava que outro estava a comendo, de alguma forma aquilo me hesitava, mas depois dava ciúme, e ela dizia que era besteira minha, que ela falava somente pra me provocar. Deixei ela acreditar que eu não iria, ficamos conversando umas besteiras no telefone até que tive que desligar para simular que estava indo para o serviço, tomei meu banho e fiquei no jeito pra chegar de surpresa.

Foi ficando mais a noite peguei meu carro e fui pra cidade dela... Depois de quase 1 hora andando fui chegando próximo ao local que ela morava, ainda era de estrada de terra, uma chácara bem grande, parei o carro um pouco antes da porteira atrás de um mato, para que ela não me ouvisse chegando, abri a porteira bem devagar para não rangir alto, fui andando em direção a casa, cheguei, bati na porta, veio a mãe dela, ... ela é daquelas donas de roça mesmo, foi me chamando pra entrar dizendo: “uai meu fio, é oce, entra a janta acabo de fica pronta.” Entrei, cumprimentei alguns familiares dela mas não vi Camila, logo fui perguntando por ela, e a mãe respondeu: “ue, Camila foi pro carnavar cas prima dela, ela falo que oce num viria” ... Saí de lá para tentar encontra-la. Cheguei e parei o carro em uma rua lateral a Avenida e acabei de chegar a pé, entrei no meio do povo mas não a vi, fiquei lá um tempão procurando e me deparei com uma das primas, perguntei onde estava Camila, e ela disse que tinha mais ou menos uma hora que ela disse que ia comprar um ice e não a encontrou mais, comecei a ficar preocupado, fui para a rua onde o carro estava, e aproveitei que estava mais silencio para não estragar, entrei no carro e liguei para ela, a primeira vez chamou até desligar, insisti e ela atendeu, parecendo meio travada, perguntei onde ela estava, ela disse que havia acabado de ir embora, estava quase chegando em casa, que um amigo estava a levando, na hora fiquei com ciúme, e ela continuou me provocando dizendo que não tinha namorado pra fazer isso, e que ela tinha arrumado outro, o pior é que estava me dando era tesão a fdp falando isso, já tinha uma semana que estava na mão, pois só a vejo nos fins de semana, desliguei o telefone com a desculpa de que tinha que voltar ao trabalho e acredito que ela não tenha nem suspeitado que eu estava mais perto do que ela imaginava, subi de volta para a chácara, e parei o carro no mesmo lugar, e entrei a pé, abri a porteira e a uns 40 metros havia um carro parado, era um Vectra prata, não tinha vidro escuro, entrei no meio de um mato alto que havia nas bordas da chácara e fui me aproximando por dentro do mato até chegar do lado da janela lateral do carro, dentro havia somente um rapaz meio loiro, cabelos curtos, era até boa pinta, fiquei observando o que ele fazia, a principio estava quieto, de olhos fechados, parecia meditar, mas quando ele pôs a mão em algo que estava sobre seu colo eu quase caí para trás... ele colocou a mão, e a mão começou a subir e descer na direção de seu pinto, só aí caí na real que o que ela disse que ia fazer realmente era verdade, eu fiquei louco, queria matar os dois, mas também ela havia me provocado tanto com aquilo que de certa forma o ciúme estava virando tesão, mas sabe aquele tesão que te deixa respirando forte, a visão escurece e você fica sentindo um calor enorme saindo de seu rosto, era a coisa mais louca que já havia acontecido comigo... e o pior eu estava permitindo. De onde eu estava, eu podia escutar quase que perfeitamente o que eles falavam, ela parou o boquete mas continuou alisando o pau dele, estava bêbada, ela o perguntou: “e ae, ta gostando da mamada gatinho?” e ele respondeu: “nossa, to amando, seu namorado merece chifre mesmo por ter deixado uma gata como você sozinha no carnaval!” ela olhou pra ele e disse: “merece mas não fala assim do meu corninho, só eu posso... e também só estou fazendo isso porque ele pediu!” me deu vontade de rir do tamanho da cara de pau dela, e o carinha resolveu abusar da situação e queria curtir o perigo de alguém mais ver, ele propôs que ele abrisse a porta e que ela o chupasse sentado no banco e ela ajoelhada no chão do lado de fora, ela bêbada de tudo na hora já topou, ele abriu a porta e ela pulou por cima dele e saiu do carro, quando vi o tamanho do pau do cara fiquei espantado, era do tamanho de um ante braço de um cara de estatura media, e mais ou menos da grossura de um grande pepino, era descomunal, ela já ajoelhou e caiu de boca naquilo, confesso que aquilo me deu vontade de pular no meio e foder ela toda, minha gata estava sendo puta e eu que tinha mandado! Me senti quase um cafetão, fiquei quietinho tentando respirar menos ofegante por causa do tesão, mas tava difícil! O cara queria ir até o fim, estava passando a mão por dentro do short dela, na bucetinha e no cuzinho, era uma visão tentadora, ele começou a baixar o shortinho dela e ela nada fez, estava louca de tesão, foi até ele colocar aquela bunda linda toda de fora, ficou só de calcinha e com o shortinho abaixado até o joelho, ajoelhada no chão chupando... que delicia era ver aquilo, comecei a tocar uma atrás do mato bem de vagar, não agüentava mais, ele não chegou a abaixar a calcinha dela, acho que estava curtindo a visão dela com aquele fio dental socado no rabo e só um fiozinho saindo do seu cu, ele falou que ia comer ela ali mesmo, e ela tirava a boca e falava, “então come safado, realiza o desejo do meu corninho e me faz puta", ele se levantou e disse que era pra ela continuar ajoelhada, ela se virou pra ele e disse que tudo bem, mas que ela não iria dar a bocetinha pra ele, que se ele quisesse seria só no cuzinho, ele louco perguntou porque, e ela disse que se fosse na boceta eu ia desconfiar porque ia arrombar muito por causa da grossura, e o cu eu comia menos e nem ia perceber, “e também porque quando ele pede pra eu fazer isso, ele me pede pra só chupar e dar o cu” palavras dela. E ele respondeu: “ai que sacrifício vai ser comer só esse cuzinho...” e deu uma rizada irônica, ela se levantou e foi mais ousada do que eu imaginei, fechou a porta, encostou na porta e empinou o bundão pra trás, ele só colocou a calcinha dela de lado, esfregou a cabeça na boceta pra molhar e passava no cu, fez isso até o cuzinho dela ficar encharcado, quando viu que era suficiente colocou a cabecinha no buraco e foi empurrando, enquanto o cu dela se acostumava ele ia socando mais rápido, acho que por causa do tesão do que ela estava fazendo e da bebida, ela começou a gemer, e nem tentava segurar, era suficiente pra chegar dentro da casa, a sorte deles é que por ser carnaval o som estava alto, fiquei meio com inveja dele porque ela nunca tinha gemido assim dando o cu pra mim, e pra meu espanto ela começou a abrir mais o cu pra ele, coisa que não fazia comigo pois dizia que doía, encostou a cabeça no carro, pôs as mãos pra trás e puxou as duas bandas da bunda, deixando o caminho totalmente livre para o pau dele entrar todo, e foi... aquela mangueira, foi totalmente enterrada no cu da minha namorada, ela gozou com aquele pau no fundo de seu rabo, eu estava vendo um filme porno ao vivo e a atriz principal era minha namorada, era a cena mais exitante que já vi na vida, depois dela gozar ele tirou o pau do cu e levou na boca dela, ela fez que não mas o cara louco de tudo segurou a cabeça dela e disse: "abre a boca agora sua puta, você tem que fazer o que seu namorado quer, aposto que ele te mandou beber a porra de outro cara não é?" E ela respondeu “aham..” já abrindo a boca. Ele enfiou o pau na boca dela e ela chupou a cabeça como se fosse uma chupeta docinha, ele começou a gemer cada vez mais forte, de repente tirou o pau da boca dela, segurou suas bochechas para a boca ficar aberta, e disse: “poe a língua pra fora” ela obedeceu na hora, e disse: "joga porra na minha língua, deixa eu sentir o gostinho” ele não agüentou e deu a primeira jatada que acertou a língua e foi na garganta, depois dessa foi um banho de porra, na cara e na boca, fez ela engolir tudo, e deixar seu pau limpinho sem nem uma gota de porra! Ela ama fazer isso, a parte preferida dela em nossas transas é quando vou encher a boquinha dela de porra... Quando acabou eu e minha namorada nos surpreendemos, ele a deixou no chão ajoelhada, com o short pra baixo do joelho e com a calcinha de lado, entrou no carro e disse, “foi o cu mais fácil que eu já comi na vida, seu namorado é um corno mesmo de ficar com você sua puta” arrancou o carro e foi embora. Ela mau conseguia levantar, para vestir a roupa. Depois dessa o tesão dela já tinha acabado e o estrago no cu começava a fazer efeito, ela levantou de vagar, vestiu o short e caminhava mancando na direção de casa, quando eu resolvi sair de dentro do mato, e apareci bem na frente dela, ela levou um susto tão grande que ficou branca, e disse: “amor, oque você está fazendo aqui?” eu sem dizer nada dei um beijo na boca dela, o gosto de porra estava na boca ainda, normalmente eu ficaria com nojo, mas tesão é foda... ela disse: “você chegou que horas?” e eu contei que fui atrás dela lá em baixo, por um momento ela pensou que eu não tivesse visto, mas ai eu sacana perguntei, “e ai, ta ardendo muito?” ela falou “oque?” “não precisa disfarçar nada, eu vi tudo, vi vc chupar, e até dar o cu pra aquele cavalo” ela ficou surpresa e disse, “e você gostou?” eu sabia que não devia dizer aquilo mas o tesão foi maior que eu, e respondi: “eu amei, nossa que tesão” e ela disse "ah é mesmo??? então você não ta com raiva de eu ter te traído?” eu movido pelo tesão respondi: “mas vc não me traiu, vc fez o que eu pedi! E não deu a bucetinha como eu havia recomendado, amor você somente me obedeceu...” ela já estava com tesão de novo com aquele papo, e disse, ai então vem aqui, demos a volta e entramos por trás da casa onde ninguém nos veria chegando, e fomos direto pro quarto dela, chegando lá ela trancou a porta e tirou a roupa toda, e eu pedi para que me mostrasse o estrago que o cara tinha feito, ela deitou de quatro na cama e o rombo era violento... eu fui encostar e ela me deu um tapa, falou que tava ardendo demais, e disse que se eu quisesse comer a bocetinha dela teria que ser naquela posição olhando o cuzinho dela mas sem encostar nele, eu meti na boceta dela até não conseguir mais... e em fim ela me pediu uma coisa que eu amei: “Joga sua pomadinha aqui no meu cuzinho amor, o outro cara machucou o cuzinho do seu amor, agora você vai ter que cuidar dele pra eu ficar boazinha pra dar ele pra outro cara...” gozeiii muito e ela me fez espalhar a porra pelas suas preguinhas com o dedo bem de vagarzinho. Depois dela ficar acabada de tanto dar ela ficou mortinha de cansada, a safada ainda deitou de bruços com o cuzinho vermelho e arrombado aparecendo, me fez ficar dando beijinho e fazendo carinho em seu cu a noite toda para ele sarar...

4A- Tudo para ela arreganhar o rabo para mim!

A seção CONTOS, nos brinda com relatos reais ou estórias escrita por este que vos fala ou retiradas da net. Sempre com temos que nos interessa, ou seja, que se passam com os chifrudos de nosso mundão.


Olá amigos, antes de ler este conto, sugiro que leiam meu conto anterior, me chamo Walter, tenho uma namorada chamada Camila, muito gata, com luzes nos cabelos, lisos, branquinha, tem uma bunda grande e redondinha e que deixa qualquer um louco e seios médios que são uma delicia.
Após a noite anterior em que minha gata me fez ficar beijando e dando carinho depois da piroca de outro arregaçar o cu dela, o dia seguinte chegou. Acordei meio atordoado, parecia tudo estranho, afinal não não acordar na sua casa é sempre muito estranho, custei um pouco a me lembrar o que aconteceu até finalmente acordar e reconhecer onde estava. Olhei para o lado procurando Camila, porém não estava mais no quarto, era por volta das 9 horas, e o pessoal na casa dela acorda cedo, me levantei, me vesti e saí do quarto, quando estou abrindo a porta dou de cara com ela, ela olhou pra mim, abaixou a cabeça e entrou no quarto, voltei entrando atrás dela, e perguntei que cara era aquela, e ela já me cortou dizendo bastante sem graça:
- Fecha a porta por favor?
eu fechei e perguntei:
- Qual é o problema Camila?”
Ela com cara de arrependida começou a pedir desculpas pelo que fez, disse que tinha bebido muito e como pensou que eu não viria mesmo tinha ficado muito chateada e queria se vingar, sem tesão nenhum fui pensar no que tinha acontecido, e disse que não sabia mais o que fazer, ela me pediu pra tentar esquecer o ocorrido, combinamos de não tocar mais no assunto.
Dias se passaram e nossas transas estavam ficando meio chatas, afinal ela por medo do que eu iria pensar foi parando de falar as besteiras que eu gostava. Mas eu nunca fui de deixar a coisa esfriar e comecei a provoca-la. Fui visita-la na casa dela e a noite pedi que realizasse uma fantasia que estava me matando desde o ocorrido, ela disse que tudo bem, perguntou o que era, mas eu não disse, chamei-a para sair e fomos até um barzinho que fica na avenida, bebemos muito, foi uma noite muito boa, aproveitei o clima para encher a cara dela de vinho até ela ficar sem noção como no dia do ocorrido. Já era mais ou menos 1 da manhã quando fomos embora, chegando chacara em que ela morava, ela desceu do carro e abriu a porteira, como de costume iria acabar de descer a pé, porem a pedi para entrar de volta no carro quando fechasse a porteira, e ela entrou, desci até mais ou menos onde a vi dando para o outro cara, parei e desliguei o carro, ela bebada olhou pra mim e disse:
- Seu malandrinho, então essa é sua fantasia?
E quando percebi que ela já tinha captado respondi com o tesão aumentado:
- É exatamente essa!
Ela respondeu:
- Tudo bem, mas o corninho depois não vai ficar chorando dizendo que ta com ciúminho né??
E eu louco percebendo o joguinho dela respondi já ofegante:
- Não! Eu vou amar fazer isso!
Ela me olhou com uma cara de vagabunda e já foi abrindo meu ziper, meu pau não é tão grande quanto o do cara, mas também não é pequeno, digamos que esteja na media, ela antes de começar a chupar olhou pra mim e disse toda safada: - Foi assim que eu comecei oh...
E meteu a boca só na cabecinha, sugando ela até ela ficar gigante na boca dela, chupou com tanta força que sentia a cabecinha roçando em sua língua de um jeito delicioso, parecia que tentava sugar toda minha porra pelo buraquinho. A medida que meu pau ficou totalmente duro ela parou de chupar com tanta força e começou a tentar engolir ele, ela nunca tinha feito aquilo comigo, meu pau desceu todo pela garganta dela, eu me sentindo o amante fiquei maluco, e confesso que a vagabunda chupou diferente, como se não estivesse fazendo aquilo pra mim, mas o que eu queria mesmo era sentir o que o fdp sentiu quando fez isso com ela. Fui além, falei que queria exatamente como ela fez com o cara, e abri a porta do carro, ela captou, saiu do carro e começou a me chupar no banco ajoelhada no chão, e disse,
- É isso que você quer corninho??? Quer ver mais de perto o que sua namoradinha fez no pau de outro??? Pode deixar que na próxima vou filmar bem de pertinho pra vc assistir depois!
Depois de ouvir aquilo quase gozei... e pedi pra ela esperar um pouquinho mas ela não me dava tempo, ia dizendo:
- Esta vendo porque eu dou pra outro, você não agüenta igual ele agüentou!
Fiquei louco e disse:
- Ahh é assim Camilinha sua putinha... então agora quem não vai ter dó de você sou eu!
Dizendo isso já fui saindo do carro e me posicionando atrás dela, fui pondo o pau na portinha do cu dela, e ela disse:
- Não preciso que tenha dó, manda ver gostoso, esse cu hoje é todo seu igual foi do cara do Vectra, pena que nunca mais eu vi ele né amor...
Ela estava bebada mas dizendo isso acredito que tenha sido quase que uma confissão, afinal o cara era um jegue... perguntei a ela:
- Você vai abrir o cu pra mim igual abriu pra ele?
E minha surpresa maior foi quando ela disse:
- Não!!!
Fiquei enfezado, e perguntei:
- Por que?
Ela respondeu:
- Porque eu só faço isso com meus amantes!
Eu não aguentava mais, comecei a foder ela do jeito que o cara fez, tentava abrir e ela impedia, parece que exitava ela me ver morrendo de vontade, ela era cruel e me deixava apenas na vontade, eis que fez uma propósta que eu nunca acreditei que ela fosse fazer:
- Você quer fazer isso mesmo gostoso?
E eu quase morrendo de vontade respondi:
- Quero minha gostosura!
Ela respondeu então:
- Então você vai ter que virar meu amante!
Nisso me empurrou, vestiu a roupas, tirou a aliança do dedo e disse: está tudo acabado entre nós! Pensei que fosse apenas joguinho, mas não era! Ela jogou a aliança na minha cara e correu e entrou pra casa. Já era tarde e eu não podia bater, então liguei no celular dela, e ela me atendeu como se fosse um estranho:
- Oi.
Eu não acreditava na loucura dela:
- Oi Camila você ficou louca?
E ela respondeu:
- Não Walter, você não queria uma puta??? então agora você vai ter, vou arrumar um outro namorado e você vai ser meu amante!
A filha da puta me deixou na mão e ainda ficava falando aquilo, tive que me acabar na punheta se não ia morrer! E o mais incrível foi o que ela quis que eu fizesse:
- Olha Walter, você vai comer meu cu do jeitinho que você quer, mas tem uma condição!
Perguntei qual era eis que me responde:
- Anota ae 9988**** me passou um numero que anotei, e perguntei, de quem esse numero? E ela me respondeu:
- Sávio, sim esse mesmo que você está pensando!
Fiquei puto, Sávio era um namorado que ela teve antes de mim, ela sempre dizia que o cara era um jegue e que a fodia por horas quando namoravam, bem que eu suspeitava que ela ainda tinha tesão por ele!
- O que você quer que eu faça Camila?
- Quero não, você vai fazer porque eu sei o quanto você quer isso!
- Então tá Camila, o que eu vou fazer?
E ela disse:
- Você vai ligar pra ele e dizer que quero foder com ele!
Quase caí pra trás, ela terminou comigo foi pra dar pra esse cara, esta usando isso de pretexto pra me dar o cu depois! Mas eu já não tinha o que perder, teoricamente não era mais minha namorada então topei! Fui embora e no dia seguinte liguei para o tal do Sávio assim que tive uma brecha no serviço, atendeu e me apresentei, conversamos um pouco, ao falar de Camila ele me perguntou:
- Ah, você é o cara que esta namorando com ela agora?
E respondi:
- Sou mesmo.
Conversamos um pouco e disse que agente havia terminado e que ela queria vê-lo, este Sávio já me disse:
- Meu amigo, deixe-me adivinhar, ela quer dar pra mim?
Eu levei um susto, e o indaguei:
- Ela já te ligou?
Eis que outra surpresa me surge:
- Você entrou numa fria meu caro, ela fez a mesma coisa comigo, pra fazer algo que eu queria muito na cama ela disse que eu teria que ajuda-la a ficar com um primo dela, por isso terminamos. Mas desta vez fui eu então que ela escolheu? Bom, que honra heim... kkk
O cara parecia bacana, divertido e bastante simpático. Continuei o assunto e perguntei se ele se importava em me ajudar, ele disse:
- Por mim tudo bem, se vc não for achar ruim eu topo!
e continuou:
- Você acha que isso valerá a pena pra você?
Eu o respondi:
- Claro, eu não tenho nada a perder, quero mesmo é ver essa puta sendo esfolada!
Desliguei o telefone e liguei pra ela, disse que ele topou e já havia marcado hora e lugar com ele, mas ela me impôs outra condição, disse que eu teria que assistir a tudo, e eu concordei, porém iria participar, ela não respondeu nada...
O dia chegou, marcamos de nos encontrar na casa dele que ficava na mesma cidade que a minha, a busquei e seguimos pra casa dele, chegando lá nos apresentamos, o cara era boa pinta, alto, forte, olhos claros, e também era muito bacana. Antes de começar a putaria, conversamos bastante, me mostrou a casa enquanto a putinha foi ao banheiro. Quando ela voltou ficamos de cara, estava a "caráter", com uma calcinha socada no rabo e transparente na frente, a bundona dela brilhava por causa do óleo que ela havia passado, a bucetinha estava lubrificada, os seios empinadinhos sem soutien. Pra maior surpresa ela fez algo inesperado e estranho, pediu minha aliança, entreguei a ela, pegou a dela, pôs no dedo e encaixou a outra no dedo de Sávio, pelo jeito eu não era o único ali com fantasias... Já foi pra cima dele sem dizer uma palavra, beijou e começou passar a mão no pau do cara, sem fazer cerimônia, abriu o ziper, e desceu com a boca babando, meteu a boca ainda por cima da cueca e ficou passando se insinuando pra ele, quando puxou o pau de dentro da cueca, eu fiquei quase que com vergonha, era um colosso, uma coisa desproporcional, acredito que maior do que o do cara do Vectra, ela meteu a boca e dessa vez totalmente lucida, sem um pingo de alcool nas veias, pareceu por um momento esquecer que eu estava ali de tanto tesão, olhou pra ele e disse:
- Que saudade de chupar essa pirocona, ai que delicia...
Eu fui ficando louco de tesão vendo minha Camilinha chupando o pau de outro e dessa vez sabendo que eu estava ali! Ela virou-se pra mim e disse:
- Olha o que eu tinha antes de você Walter, era isso tudo!
E eu respondi:
- É? então aproveita gostosa porque daqui a pouco você vai dar para os dois!
E ela respondeu:
- Não! Só dou pra você o que o Sávio já tiver comido! Depois que eu chupar ele pode vir, ai ele vei comer minha boceta, depois que comer ela você pode, e o cuzinho como sempre... Você vai ser o ultimo a comer!
Depois de ter certeza que ela me torturaria muito até me sentei no sofá ao lado, estava-mos na sala da casa, lugar bem agradável, com dois sofás, um grande onde eles estavam e um menor, onde eu estava na “espera” ela ficou durante um tempão chupando o pau dele e depois de uns 20 min fazendo isso, ela virou pra mim irônica e disse:
- Ta vendo só o que eu te disse, olha o tempão que estou chupando ele e ele agüenta firme, você só quer saber de gozar, merece chifre mesmo!
Eu nem liguei pra o que ela falou, eu queria mais era que gozar mesmo, não estava nem aí mais pra aquela puta, de repente ela se deita no sofá de barriga pra cima, pôs as pernas nos ombros do Sávio que começou a enfiar o pau na boceta dela, era um cena e tanto aquele pau que mais parecia uma mandioca entrando num buraquinho tão pequeno, pensei mesmo que a buceta dela ia rasgar, mas ela aguentou com categoria, e ele meteu muito nela, nisso ela me chamou, fui chegando perto e ela disse:
- Ele agora é meu namorado e você meu amante, e eu vou dar para os dois agora!
Ela meio tonta de prazer não conseguiu abrir minha calça, eu ajudei tirando ela e minha cueca, meu pau estava duro feito rocha, mas era pouco mais da metade do pau o outro cara, e ela gostava de me humilhar:
- Nossa você é o amante mesmo? Acho que ta bem invertido, não deu muito certo a minha fantasia.
Olhei pra ela com cara de raiva e disse somente:
- Cale essa boca!
E soquei na boca dela até encostar na garganta, não tive piedade, fiz engolir ele todo, eu poderia até não faze muito efeito na boceta e no cu dela, mas pelo menos ia arregaçar ela de algum jeito, mas era tão sacana que começou a dizer: - Isso corno, é assim que eu gosto, você está aprendendo, soca no fundo da minha garganta, deixa eu engolir seu pau todo, prepara minha boca pra eu conseguir engolir o do Sávio, o dele é muito grande, ainda não dá pra fazer isso, esquenta essa gargantinha para o Sávio vai... isso...
Eu vendo aquele pau gigante na boceta dela e sendo chupado estava em transe, era como se todo o tesão da terra tivessem descido em meu corpo, depois de ela gozar muito no pau dele, finalmente a hora estava chegando, ela pediu para que ele arrombasse seu cuzinho... Eu sabia que depois que aquele pauzão entrasse o meu pau não faria mais efeito nenhum naquele cuzinho, mas eu não estava nem aí, queria mesmo era que ela arreganhasse pra mim! Me deitei desta vez no chão, e ela veio por cima, sentou na minha piroca com aquela boceta fodida, era muito exitante sentir meu pau sendo engolido sem nenhuma dificuldade, entrava e saia fácil, estava largo. Fiquei por baixo, ela em cima de mim, e Sávio veio por cima dela, era um sanduíche de Camila em breve ao molho de porra! O cara pôs o pau no cu dela, como eu estava bombando a boceta ela sem cerimônia fez o rabo dela engolir todo aquele pau gigante e grosso... Ficou paradinha e eu metendo por baixo na boceta, e Sávio metendo por cima no cu, confesso que amei ter acontecido isso comigo! Eu estava adorando dividir minha putinha com outro cara. De repente eu tem pleno auge, ela vira pra mim e diz:
- Me segura corninho, tenho que fazer uma coisa”
Ela apoiou os seios sobre meu peito, apoiou sua cabeça nos meus ombros e jogou as mãos pra trás, e falou no meu ouvido:
- Adivinha o que eu vou fazer corninho...
Ela segurou uma banda da bunda com uma mão e a outra com a outra mão, e disse:
- Vou arreganhar ele pro Sávio!” e eu respondi:
- Ahh é, mas você não faz só pros amantes isso??? ele agora é seu namorado!
E ela abusadinha responde:
- Não corninho, é tudo brincadeira, o corno aqui é vc, o namorado é vc, ele é o amante... Então eu abro pra ele assim ohh...
E abriu tudo era um tesão sem fim, o cara ficou louco com ela fazendo aquilo, e disse:
- Porra cara, adoro quando ela faz isso... Esse bundão dela sendo arreganhado e meu pau entrando nele é a melhor coisa do mundo!
E eu disse:
- Pois é, aceitei isso tudo é pra ela fazer isso comigo!
O cara que curtiu a beça o cuzão da minha namorada também não foi tão forte e quase gozou no cu dela. Ela pediu pra revezar, que agora era minha vez de comer o cu, e que ela ia chupar o pau dele, ele tirou o pau do cu e socou na boca dela, e minha hora havia chegado, aquele cuzinho tão esperado estava tão arrombado que eu coloquei a cabecinha na porta e senti ele se arraganhar sozinho, nem fiz força pra entrar, mas mesmo assim era uma delicia, estava molhado e escorregando, parecia curtir cada centímetro do meu pau entrando, só quem já comeu um cu arrombado pra saber como é bom, ela chupando o pau do cara e falando:
- Olha gostoso como eu chupo meu amante, vou dar pra ele sempre agora tá? Espero que não se importe, mas se importar não tem problema, eu vou continuar dando!
Ela finalmente disse uma coisa que me deixou louco de vez... Era agora:
- Pauzudo, vou parar de bater a punhetinha junto com a chupada, porque minhas mãozinhas vão lá pra trás, vou ter que cumprir minha promessa né... Eu fiquei louco, parecia ver em camera lenta enquanto eu metia com força no cuzinho dela, e as mãos vinham na direção da bunda, de repente ela tira a boca e diz:
- É isso que você quer??? Você mereceu, sendo um bom corninho e ajudando sua namoradinha a dar pro ex gostoso dela, curte seu premio!
E finalmente ela puxou as duas bandas mas sem dó! Quem já comeu uma mulher de bunda grande sabe que sem arranhar não dá pra ver o cuzinho, mas ela arreganhou tanto que o meio e a bunda quase que se igualaram, dava pra ver o cu arrombando engolindo meu pau inteiro! Enfiava até bater as bolas na bunda dela, ai como eu queria que ele fosse maior nessa hora só pra ir mais fundo! De repente Sávio anunciou a gozada, ela abriu a boca como um passarinho e esperou aquele esperma na boca, mas de repente ele fez algo tão inesperado que até ela se surpreendeu, enfiou o pau na boca dela, e socou no fundo da garganta, o pau desceu mais da metade guela a baixo e ele foi gemendo e falando que estava gozando, ela tentando se soltar mas não conseguiu, o cara era muito forte, eu vendo aquela cena comecei a gozar no cu mesmo, enchi o cuzinho dela de porra, gozei tanto que quando tirei o pau começou a escorrer no reguinho em direção a boceta, quando Sávio tirou o pau da garganta ela estava quase que sem ar, e com porra escorrendo pelos labios, o cara sacana passava o dedo e dizia:
- Bebe tudo agora!
Ela virou-se para ele e disse:
- Seu fdp, eu me esqueci que você fazia isso, quase que você me mata!
Ele disse:
- Só te dei o que você mais gosta, porra na guela!
Acho que ela nesse finalzinho se arrependeu depois de ver a vó pela greta!
A trepada foi espetacular, nos despedimos de Sávio, e desde então começamos a ter uma certa amizade, levei Camila em casa, e voltei para a minha. Depois disso fiquei algumas semanas sem vê-la, porque tive que fazer algumas horas extras em dois fins de semana, mas ela por telefone contou que deu pra um primo que foi passar o fim de semana na casa dela, e pra me provocar dizia que arreganhou muito o cu pra ele...

5- CHIFRADEIAS e CORNOS em FOCO

A seção CHIFRADEIAS e CORNOS em FOCO, é destinada a quem queira ajudar a construir as próximas  edições.
Todo mês publicaremos as fotos, mensagens etc que recebermos através de nosso e-mail.


Participe de nossa revista enviando suas fotos. 

Vamos publicá-las aqui na revista. Envie e-mail para: centraldecorno@gmail.com

Você também pode enviar

- Histórias
- Comentários
- Sugestões

Se quiser fazer algum pedido

- Tema para Matéria do mês
- Tema de Capa
- Enquete
===== CORNO MANSO e CHIFRADEIRA do MÊS =========== 

O corno nos enviou essas duas fotos de sua esposa, com o título "MEU AMORZINHO"

Então, tá! convoco os machos de plantão para apreciarem a safadinho do nosso amigo.

 "MEU AMORZINHO - 1"



  "MEU AMORZINHO - 2


Parabéns maridão !


_____________  X X _________________


Mais uma esposa gostosa.

Assim fica fácil ser Corno, né?!?!



Biquine desse tamanha...                                                       Querendo pegar marquinha?
    Ou...?

Parabéns maridão !